Ipas tem uma ambição ousada - erradicar o aborto inseguro em todo o mundo - e para tal precisamos que outras pessoas nos ajudem a alcançar esta ambição. Em todas as esferas em que trabalha, Ipas conta com parceiros. Governos nacionais; organizações e redes da sociedade civil locais, nacionais, regionais e globais; organizações comunitárias; associações médicas; instituições académicas; beneficiários; doadores - todos desempenham um papel fundamental em nos ajudar a aumentar o acesso aos serviços de aborto seguro e de contracepção.

Para alcançar nossos objectivos, acreditamos que é imprescindível que, em contrapartida, sejamos um parceiro valioso e confiável. Para esse fim, desenvolvemos cinco princípios para nos orientar em nossas colaborações com outras pessoas e entidades.

Visão compartilhada

Ipas trabalha com parceiros que compartilham sua ampla visão de um mundo no qual todas as mulheres e raparigas têm direito e capacidade de tomar suas próprias decisões sobre saúde sexual e reprodutiva. Respeitamos e apreciamos as diferenças de abordagem que nossos parceiros trazem para alcançar essa visão. Reconhecemos que nem todos os nossos parceiros tem foco apenas nos serviços de aborto e de contracepção que impulsionam o Ipas, mas nossas parcerias são sempre sustentadas pela crença comum de que todas as pessoas merecem acesso a todo o espectro de serviços de saúde sexual e reprodutiva, incluindo o aborto.

Complementaridade

O objectivo de todas nossas parcerias, grandes e pequenas, é alcançar um resultado que nem nós nem nossos parceiros poderíamos alcançar sozinhos ou em caminhos separados. Em outras palavras, o todo deve ser sempre maior que a soma das partes. Procuramos complementar, e não competir com os conhecimentos e os pontos fortes de nossos parceiros na busca de nosso objectivo comum. Quando colaboramos bem, somos mais fortes juntos e mais fortes individualmente.

Justiça e generosidade

Ipas compartilhará informações e experiências de forma generosa com parceiros para promover o entendimento e aprendizado mútuos. Comprometemo-nos em lidar de forma justa com os nossos parceiros, compartilhar aberta e prontamente o crédito pelos nossos sucessos conjuntos, e assumir total responsabilidade pelos nossos próprios erros. Por reconhecer que há um desequilíbrio de poder inerente a algumas parcerias - particularmente quando um parceiro tem muito mais recursos do que o outro - abordaremos todos os parceiros em pé de igualdade e com espírito de respeito mútuo.

Transparência e responsabilização

Ipas está comprometido em cumprir suas obrigações para com os parceiros de maneira aberta e transparente. Por isso, nos comunicaremos de forma franca com nossos parceiros, consultando-os em todos os assuntos que os afectam. Seremos transparentes sobre como e por quem as decisões são tomadas, honestos sobre os desafios que encontramos e respeitosos na forma como abordamos as diferenças de opinião. Faremos o que dizemos que vamos fazer, esforçando-nos sempre para entregar resultados dentro do prazo e do orçamento. E vamos colocar em prática mecanismos de feedback e avaliação regulares para garantir que nossas actividades conjuntas e nosso relacionamento estejam no caminho certo.

Funções e expectativas claras

Uma boa parceria atinge o equilíbrio certo com autonomia e interdependência. Ipas e parceiros iniciarão todas as colaborações definindo claramente as funções, responsabilidades e contribuições esperadas de cada parte. Ipas se esforçará para cumprir suas obrigações decorrentes das parcerias, sem infringir o espaço de nossos parceiros, mantendo-se flexível o suficiente para adaptar nosso âmbito, por acordo mútuo, para garantir que cumpramos nosso objectivo comum.

Also available in

EnglishEspañolFrançais

Stay informed and inspired with updates on how we’re working globally to improve access to safe abortion and contraception. Learn more

This site uses cookies to collect analytics and process donations. By clicking 'Accept', you agree to these uses. To learn more, please review our privacy policy.